Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Portugal à Lupa

Há 13 anos a calcorrear o País como jornalista, percebi há muito que não valorizamos, como devíamos, o que é nosso. Este é um espaço que valoriza Portugal e o melhor que somos enquanto Povo.

Portugal à Lupa

Há 13 anos a calcorrear o País como jornalista, percebi há muito que não valorizamos, como devíamos, o que é nosso. Este é um espaço que valoriza Portugal e o melhor que somos enquanto Povo.

Universidade de Évora estuda menir do Neolítico antigo em Arraiolos

O Menir da Caeira, na freguesia do Vimieiro, concelho de Arraiolos está a ser alvo de estudo e de escavações por parte de sete alunos e de uma docente de Arqueologia da Universidade de Évora (UE).

geris (3).JPG

 

Os trabalhos decorreram no terreno com o apoio logístico do Município de Arraiolos e incidiram sobre um menir isolado de grandes proporções, com mais de cinco metros de altura e cerca de nove toneladas de peso.

 

Segundo Leonor Rocha, a escavação do monumento tem fornecido dados «muito interessantes sobre a sua utilização na Idade do Bronze e no Período Romano».

 

O Menir aparenta ser do Neolítico antigo, ou seja ter cerca de 7000/8000 anos e os trabalhos inserem-se no âmbito das aulas práticas que os alunos têm de realizar no curso.

 

Esta escavação encontra-se inserida num dos projetos daquela coordenadora de investigação sobre o Megalitismo Alentejano.

 

O concelho de Arraiolos é rico em património histórico-arqueológico, nomeadamente a nível do Período Romano e da Pré-história recente.

 

Os trabalhos práticos dos alunos em Arraiolos decorreram, nesta primeira fase, até ao dia 29 de julho, podendo vir a realizar-se mais trabalhos em outubro, com os alunos do Mestrado de Arqueologia da Universidade de Évora.

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.