Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Portugal à Lupa

Há 13 anos a calcorrear o País como jornalista, percebi há muito que não valorizamos, como devíamos, o que é nosso. Este é um espaço que valoriza Portugal e o melhor que somos enquanto Povo.

Portugal à Lupa

Há 13 anos a calcorrear o País como jornalista, percebi há muito que não valorizamos, como devíamos, o que é nosso. Este é um espaço que valoriza Portugal e o melhor que somos enquanto Povo.

Oeste: roteiro convida a descobrir a região de comboio ou bicicleta

De comboio ou bicicleta, o Roteiro «300 Dias no Oeste» convida a descobrir a região, as suas paisagens, sabores, património, eventos, produtos e marcas. Mentor da iniciativa, Tomé Gouveia propôs-se durante 300 dias a explorar inúmeros locais. Da ondas da Nazaré aos doces conventuais de Alcobaça, da ginja de Alcobaça à capital dos Dinossauros, a Lourinhã, a ideia é «diversificar» mostrando a «essência da região».

oeste03.jpg

 

Em julho de 2014, Tomé Gouveia, 27 anos, arquiteto de profissão, estava à procura de emprego e percebeu que um pouco por toda a internet (desde fóruns, blogues e redes sociais) muitos bloggers (estrangeiros e portugueses) partilhavam um gosto comum ao seu: pelas viagens e aventura.

 

«Gostava mesmo de fazer aquilo, descobrir novos conhecimentos, sabores, imagens e realidades. A ideia ficou em stand by. Teria que começar por algum lugar, nem que fosse em Portugal», começa por explicar o responsável do Roteiro «300 Dias no Oeste».

 

Entretanto surgiu a oportunidade de Tomé (natural da aldeia  de Casal dos Claros, concelho de Leiria) ir trabalhar e viver para São Martinho do Porto (praia do concelho de Alcobaça). Depois de estar instalado dois meses e de conhecer a zona começou «a juntar as peças», refere, e tomou a decisão de arrancar com um Roteiro, utilizando o comboio e a bicicleta, «dois meios de transporte muito ligados à região Oeste».

 

Explica que «a ideia consiste em utilizar, em todas as viagens, a linha de Comboio do Oeste até uma determinada estação e a partir desta ir de bicicleta conhecer um determinado lugar na proximidade ou realizar uma viagem mais longa (de bicicleta) em direção a outro ponto da região».

 

As suas viagens, esclarece, são realizadas ao fim de semana e a apresentação é feita em formato diário ao longo da semana, destacando «aquilo que me desperta mais atenção numa aldeia, vila ou cidade por onde pedalo. Falo um pouco de tudo: paisagem, território, património, gastronomia, eventos, produtos e marcas, de forma a que o Roteiro seja o mais diversificado possível e mostrar tal e qual a essência da região Oeste».

 

Da praia à serra, do campo à cidade:

 

Tomé afirma que não imaginava «ver tanta diversidade numa região, de passagem para muitos visitantes, mais conhecida pelas suas praias». Daí que, todas as semanas mostre um cenário diferente: desde a serra, à praia, campo ou cidade. 

oeste01.jpg

  

O responsável pelo projecto realça que percorrer esta região do país de comboio «é uma boa forma conhecer o Oeste».  

 

«300 Dias no Oeste» um projecto da inteira responsabilidade de Tomé Gouveia e que abrange os concelhos de Alcobaça, Nazaré, Caldas da Rainha, Óbidos, Peniche, Bombarral, Cadaval, Lourinhã, Torres Vedras, Alenquer, Sobral de Monte Agraço e Arruda dos Vinhos.

 

É na internet que o público pode acompanhar o que vai registando, através da partilha das suas experiências no seu blogue, na rede social Facebook e no Instagram.

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.