Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Portugal à Lupa

Há 13 anos a calcorrear o País como jornalista, percebi há muito que não valorizamos, como devíamos, o que é nosso. Este é um espaço que valoriza Portugal e o melhor que somos enquanto Povo.

Portugal à Lupa

Há 13 anos a calcorrear o País como jornalista, percebi há muito que não valorizamos, como devíamos, o que é nosso. Este é um espaço que valoriza Portugal e o melhor que somos enquanto Povo.

Amendoeiras em flor em Mogadouro

Março é o mês da mudança de estação, a primavera chega e com ela a multiplicidade de cores que pintam as paisagens da Terra Fria Transmontana.

 

 

amendoeira.jpg

 

Especialmente em Mogadouro, acontece o assombroso espetáculo das amendoeiras em flor, onde, de 11 a 26 de março existe uma feira com várias atividades para melhor aproveitar este período de rara beleza paisagística. 

 

Não perca e informe-se junto das autarquias e entidades locais que, por esta altura do ano, promovem inúmeros eventos associados à rota das amendoeiras em flor. 

Indústrias criativas chegam em força a Lisboa em outubro

A data está marcada para 2 de outubro e assinala o arranque do Lisbon Art Center & Studios (LACS).
 
 

lacs website-01.png

 

 
Trata-se de um novo espaço para empreendedores e projetos de diferentes áreas de negócio.
 
 
É assim uma comunidade de criadores capaz de estimular a criatividade, fomentar o networking, promover sinergias e impulsionar a criação de novos projetos.
 

De acordo com nota do AICEP este projeto trata-se de «uma comunidade agregadora de talento que disponibiliza um vasto conjunto de serviços e ofertas, passando pelas áreas do ensino, gastronomia, entretenimento e lazer».

 

«O Rock in Rio, conhecido como o maior evento de música e entretenimento do mundo que já provou ser um importante dinamizador no mercado, vai dinamizar o Lisbon Art Center & Studios. Assim, vai atuar como plataforma de inspiração, informação e interação entre os profissionais que integrarem o LACS. O Lisbon Art Center & Studios passará a ser o espaço de trabalho do Rock in Rio. Aqui, a equipa do maior evento de música e entretenimento terá como missão dinamizar o conceito 'communitivity'», avançam os promotores.

Mealhada celebra Semana da Floresta e da Água

A Semana da Floresta e da Água será intensamente vivida do Centro de Interpretação Ambiental (CIA) da Mealhada, com diversas ações, sejam plantações de árvores ou atividades de sensibilização acerca destes dois recursos naturais. 

 

unnamed.jpg

 

A Semana da Floresta e da Água começa a 21 de março, com o hastear da bandeira ECOXXI e plantação de uma árvore no Jardim Municipal e prossegue com diversas iniciativas dedicadas às árvores e à água. 

Arte Xávega já é património cultural imaterial

Esta pesca tradicional praticada na Costa da Caparica faz parte do Inventário Nacional do Património Cultural Imaterial desde o dia 16 de fevereiro.

 

6260784597_fbd7366258_b.jpg

 

A Câmara Municipal de Almada apresentou, junto da Direção-Geral do Património Cultural (DGPC), a candidatura de inscrição desta técnica de pesca artesanal no Inventário Nacional do Património Cultural Imaterial, pelo seu valor cultural, económico e turístico. 

 

Esta técnica de pesca, praticada também em outras regiões do país, foi trazida para a Costa da Caparica por comunidades piscatórias de Ílhavo e Olhão, responsáveis pelo povoamento do lugar. 

 

Adaptando-se às praias e ao mar da Costa da Caparica, a Arte-Xávega adquiriu características específicas que a distinguem de práticas semelhantes utilizadas em outras regiões do país. 

 

A Arte-Xávega ainda hoje pode ser acompanhada ao fim da tarde, nas praias da Costa da Caparica e Fonte da Telha. 

 

Trata-se de uma técnica de pesca tradicional que consiste na utilização de uma rede de cerco envolvente que é lançada no mar e depois puxada para terra.

Exposição "A cidade global - Lisboa no Renascimento"

A exposição, patente até abril no Museu Nacional de Arte Antiga, em Lisboa, pretende reconstituir o coração de Lisboa no período do Renascimento, e tem como ponto de partida duas pinturas representando a Rua Nova dos Mercadores, a principal artéria comercial da Lisboa dos Descobrimentos, que corresponderia à atual Rua do Comércio.

 

Capturar.JPG

 

Estas obras, do final do século XVI, foram comprados em 1866 pelo pintor e poeta pré-rafaelita Dante Gabriel Rossetti, e presentemente pertencem à Kelmscott Manor Collection – Society of Antiquaries of London, no Reino Unido.

 

A mosta reúne 249 peças provenientes de instituições e coleções privadas, tanto nacionais como estrangeiras, entre as quais se encontram o British Museum e o Pitt Rivers Museum (Reino Unido), o Museu Nacional do Prado (Espanha), a Biblioteca da Universidade de Leiden, (Holanda), ou o Museo Nazionale Preistorico Etnografico “Luigi Pigorini”, (Itália).

 

As obras estão organizadas em torno de seis núcleos - “Vistas de Lisboa: contexto histórico”, “Novas novidades”, “De África”, “Às compras na Rua Nova”, “Animais dos outros mundos” e “A casa de Simão de Melo”. 

 

A exposição apresenta ainda Lisboa como um entreposto onde se encontram curiosidades, bens de luxo e animais exóticos.

Pág. 4/4