Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Portugal à Lupa

Há 13 anos a calcorrear o País como jornalista, percebi há muito que não valorizamos, como devíamos, o que é nosso. Este é um espaço que valoriza Portugal e o melhor que somos enquanto Povo.

Portugal à Lupa

Há 13 anos a calcorrear o País como jornalista, percebi há muito que não valorizamos, como devíamos, o que é nosso. Este é um espaço que valoriza Portugal e o melhor que somos enquanto Povo.

Sopa caramela na adega chega em maio a Palmela

O evento "Sopa caramela na adega", organizado pela Rota de Vinhos da Península de Setúbal e pela ASL Tomé, decorre a 6 de maio na adega ASL Tomé, Pinhal Novo.

 

medium_o_1b9ircd93c4li5o1133hg2s0na.jpg

 

A iniciativa conta com uma visita guiada à adega com prova de vinhos, Concurso de Sopa Caramela com degustação das Sopas concorrentes com lanche regional (Sopa Caramela da Confraria da Sopa Caramela, queijo de Azeitão, queijo seco de ovelha e azeitonas). 

 

Valor por pessoa: 8,00€.

 

Crianças até 12 anos: gratuito. 

Sogrape compromete-se a reduzir pegada ecológica até 2018

Entre maio deste ano e o final de 2018, a Sogrape Vinhos espera reduzir em 13,4% a pegada ecológica do seu negócio.

 

 

56.jpg

 

O novo projeto deverá resultar num corte de 2.280 toneladas de CO2 emitido por ano.

 

Para cumprir o objetivo, a Sogrape Vinhos planeia adotar garrafas mais leves para as principais referências de vinho do Porto, abrangendo 98% do portefólio da empresa, explica a empresa em comunicado.

 

Isto porque o fabrico de garrafas e o transporte para distribuição primária são dois dos principais responsáveis pelo envio de dióxido de carbono para a atmosfera.

 

Ao reduzir a produção de resíduos, a Sogrape Vinhos vai estar, em simultâneo, a promover uma maior eficiência de recursos, poupando materiais, nomeadamente através de caixas mais pequenas para transporte.

À descoberta das escritas antigas na Lourinhã

De 18 a 25 de março, a Biblioteca Municipal da Lourinhã recebe a formação “À Descoberta das Escritas Antigas – Paleografia para Principiantes | Séc. XIII a XVIII”. 

 

img_20150407_234509.jpg

 

Esta viagem pelo mundo do alfabeto e das escritas antigas é promovida conta com a organização do Centro de Estudos Históricos da Lourinhã (CEHL) e o apoio do Município da Lourinhã.

 

A coordenação da iniciativa é de Maria João Botto e Sousa Quintans, historiadora e paleógrafa.

 

Os objetivos da acão formativa são:

 

- Valorizar o património documental de e sobre a Lourinhã;

 

- Formar, sensibilizar e valorizar os Arquivos, enquanto fontes documentais;

 

- Promover o estudo de fontes de e sobre o concelho da Lourinhã;

 

- Disponibilizar técnicas e métodos de leitura e transcrição de documentos antigos;

 

- Formação de profissionais e leigos que lidam com documentação antiga;

 

- Dotar os participantes de competências práticas.