Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Portugal à Lupa

Há 13 anos a calcorrear o País como jornalista, percebi há muito que não valorizamos, como devíamos, o que é nosso. Este é um espaço que valoriza Portugal e o melhor que somos enquanto Povo.

Portugal à Lupa

Há 13 anos a calcorrear o País como jornalista, percebi há muito que não valorizamos, como devíamos, o que é nosso. Este é um espaço que valoriza Portugal e o melhor que somos enquanto Povo.

Feira do Porco Alentejano chega em março a Ourique

A Câmara Municipal de Ourique já definiu os dias 23, 24, 25 e 26 de março de 2017 para a realização da XXI edição da Feira do Porco Alentejano.

 

unnamed (21).jpg

 

Durante quatro dias, Ourique Capital do Porco Alentejano acolherá um evento que se consolidou como uma das principais mostras regionais de produtos do Mundo Rural e uma referência nacional e internacional da fileira do porco alentejano.

 

Num evento que consolida a afirmação do porco alentejano como elemento estruturante da economia local, o Município de Ourique, em articulação com a ACPA, está a trabalhar para assegurar uma oferta de excelência na gastronomia, na animação musical, no lazer e na divulgação do melhor do Mundo Rural.

 

Uma vez mais, a Feira acolherá jornadas técnicas e de debate direcionadas para os criadores de porcos alentejanos e para os produtores agroalimentares.

 

Num esforço do município e da comunidade para a afirmação de Ourique como Capital do Porco Alentejano, o certame procurará conjugar o melhor das nossas tradições com abordagens inovadoras ao melhor do nosso Mundo Rural.

Exposição de arte alusiva ao Vinho do Porto no IVDP

Doce, poderoso, intimista, popular. As esculturas de Luís Mendonça contam o universo do Vinho do Porto de um modo que interpela e sugere, seduz e surpreende. Para fruir na sede do Instituto dos Vinhos do Douro e do Porto (IVDP), no Porto, de 17 de janeiro a 17 de fevereiro de 2017.

caves-vinho-do-porto-taylors-1132x509.jpg

 

As esculturas-viagem pelo universo do Vinho do Porto de Luís Mendonça, ilustrador, designer, professor universitário e editor, resultam de um trabalho de design em torno da marca Poças Júnior, empresa centenária, familiar e historicamente participante na construção do legado artístico que integra a longa história do Vinho do Porto e que contribuiu para o seu prestígio, no passado, como na atualidade.

 

Numa abordagem que vai muito para além do exercício ao serviço do consumo, as  trinta e três esculturas de Luís Mendonça requerem tempo, valorizam, fomentam uma relação com o público e remetem para a sofisticação. Incluem o respeito pelo património material e simbólico que envolve o Vinho do Porto, mas acrescentam, somam perspetivas, criam e expressam caminhos emotivos, sugerem transformações no hábito social da bebida, novos contextos, lugares e momentos de fruição. Informam e divertem.

 

Na companhia de textos de Emílio Remelhe, autor, artista plástico e professor universitário, as garrafas-escultura ampliam a carga semântica, o poder simbólico e o forte valor histórico, social, económico e cultural deste ícone nacional. São objetos e palavras que convivem e provocam, num festim de sentidos em torno de um Porto que “salva amores” (Boia/LifeCling), “indicado para todo o tipo de incêndios” (Extintor/ExtingWisher) e boa companhia “pela noite dentro, pela noite fora” (Full Fill).

 

A entrada na exposição é gratuita. 

Feira do Cavalo regressa a Ponte de Lima em julho

cartaz final julho H2 (Large).jpg

 

A XI edição da Feira do Cavalo de Ponte de Lima realiza-se, excecionalmente em 2017, uma semana após a data habitual, ou seja de 6 a 9 de julho.

 

Premiada pelo Turismo de Portugal como um dos eventos de referência nacional, a Feira do Cavalo de Ponte de Lima «é um exemplo pelo nível de qualidade, do rigor das provas e dos concursos que apresenta. Cavaleiros prestigiados e competidores de top nacional, com currículo invejável, mostram a sua arte e os seus belíssimos cavalos lusitanos neste certame, apreciado como um dos maiores do género realizado em Portugal», salienta a autarquia de Ponte de Lima.

 

Reconhecida pela Associação Nacional de Turismo Equestre com a marca “Turismo Equestre Portugal”, distinção que lhe confere certificado de reconhecida qualidade na promoção e divulgação do turismo equestre, a Feira do Cavalo de Ponte de Lima capta um segmento de mercado que se afirma dentro e fora do país, estimulando a competitividade dos seus agentes.

 

Desta forma, «ambiciona-se criar uma imagem de forte identidade e atratividade que promova o aumento do número de turistas e visitantes à região, contribuindo para o desenvolvimento das atividades económicas, neste caso em particular do comércio, restauração, hotelaria e empresas de animação turística, entre outros».

Pág. 3/3