Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Portugal à Lupa

Há 13 anos a calcorrear o País como jornalista, percebi há muito que não valorizamos, como devíamos, o que é nosso. Este é um espaço que valoriza Portugal e o melhor que somos enquanto Povo.

Portugal à Lupa

Há 13 anos a calcorrear o País como jornalista, percebi há muito que não valorizamos, como devíamos, o que é nosso. Este é um espaço que valoriza Portugal e o melhor que somos enquanto Povo.

Trás-os-Montes: «à Descoberta de Mogadouro»

 

d3b8ea6e-ef4e-425e-ab8e-c0cb80380f02.jpg

 

Aníbal Gonçalves é o autor de «À Descoberta de Mogadouro», um blogue que expõe as paisagens transmontanas, se partilha informação e se promove a terra dos que ficaram, mas também dos que partiram. 

 

Aníbal Gonçalves começa por destacar que sendo Trás-os-Montes uma «região riquíssima em história e tradições», e pelo que vai observando no território que documenta e fotografa, «urgem medidas, sobretudo de combate ao abandono rural».

 

«A desertificação é uma dificuldade que é necessário ultrapassar, mas não pode ser razão para se baixar os braços», assegura, lembrando que apesar de haver um conjunto de associações a lutar pela preservação da cultura local, «a verdade é que muita coisa está a perder-se nesta época marcada pela busca da rentabilidade (e pelo efémero)».

 

Por tudo isto, o autor do blogue «À descoberta de Mogadouro» vinca que «o registo escrito, ou outro, já peca por ser tardio», já que é fundamental pensar na preservação e divulgação de todo o património», algo que, considera, «poderia atrair mais turistas».

 

A ligação permanente a Trás-os-Montes é o maior trunfo de Aníbal para trabalhar o blogue «À Descoberta de Mogadouro. Desloco-me com muita frequência a Mogadouro, tenho ligações familiares no concelho e gosto muito do Nordeste Transmontano, e particularmente do planalto Mirandês», contextualiza o autor.

13d5d652-c86a-48d4-b4ab-e425d59de00f.jpg

 

 

O blogue, criado em 2004, insere-se num conjunto de outras iniciativas online, que se debruçam sobre os municípios do sul do distrito de Bragança, sendo o «À Descoberta de Mogadouro» o primeiro da série dedicado ao concelho de Miranda do Douro.

 

«À Descoberta de Mogadouro» é, de acordo com Aníbal Rodrigues, «uma descoberta das particularidades» do concelho». Como segundo objetivo, o autor estabelece «a partilha da informação» recorrendo, sobretudo, a fotografias.

 

«A maior parte da informação disponibilizada reflete uma visão particular e pessoal do concelho, com incidência no património natural e arqueológico, resultante dos meus gostos. O “compromisso”, ainda que não assumido de forma declarada, de atualizações regulares e abrangentes de todo o concelho, são um incentivo para novas viagens, para a compra de livros, frequência de eventos, entre outras coisas», salienta.

 

Viagens, encontros e emoções

 

Os textos e as fotografias documentam as viagens, os encontros e as emoções sentidas em frequentes visitas a determinados locais e aldeias. «Aliada às visitas há um conjunto de leituras e encontros com residentes que permitem complementar as informações, dando mais alguma consistência ao conteúdo, mais interesse e também entusiasmo para novas viagens», vinca Aníbal Gonçalves.

6fffcede-d239-45e6-a3b7-40595ebba485.jpg

 

 

Tratando-se de um projeto pessoal, escrito na primeira pessoa, a base do conteúdo do blogue são as reportagens de eventos ou visitas que o autor realiza no concelho. «Paralelamente são divulgadas algumas notícias e informações com interesse para o concelho, que estejam dentro do espírito do blogue e que contribuam para a divulgação da região», afirma.

 

Sobre a importância deste trabalho de divulgação, Aníbal Gonçalves realça que, do concelho de Mogadouro, tal como de muitos outros do país, saíram muitos emigrantes que se espalharam pelos quatro cantos do mundo.

 

«Grande parte dos visitantes do blogue faz parte desse grupo de pessoas. São mogadourenses que se encontram espalhados pela Europa e pelas Américas e que procuram na web algo que lhe mate as saudades do seu torrão natal», adianta.

 

E recorda que há também um certo número de pessoas que procura e segue com atenção a informação relacionada com o rio Sabor, com o folclore, com as festas de Nossa Senhora do Caminho, a feira dos Gorazes, etc.

 

O autor assegura que, «tratando-se de um blogue sem qualquer ligação à política, e que apenas divulga de uma forma apaixonada e positiva o concelho», a aceitação do público «é muito boa».

 
Apesar de ter dificuldade em manter atualizações regulares, Aníbal Gonçalves pretende manter o blogue aberto. «Serve de incentivo a novas viagens e é um espaço positivo, limpo, com uma visão pessoal dos acontecimentos e das coisas», diz.