Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Portugal à Lupa

Há 13 anos a calcorrear o País como jornalista, percebi há muito que não valorizamos, como devíamos, o que é nosso. Este é um espaço que valoriza Portugal e o melhor que somos enquanto Povo.

Portugal à Lupa

Há 13 anos a calcorrear o País como jornalista, percebi há muito que não valorizamos, como devíamos, o que é nosso. Este é um espaço que valoriza Portugal e o melhor que somos enquanto Povo.

Rota Omíada une património de sete países do Mediterrâneo incluindo Portugal

Sete países ligados ao Mediterrâneo e a sua herança dos omíadas na região resultou há três anos na criação de uma rota conjunta em torno do tema para contar a história deste império comum. O Algarve representa Portugal neste projecto transfronteiriço. Este é um projeto pouco divulgado em Portugal e é, por isso, que Portugal à Lupa, o dá a conhecer. Representa não só a nossa história como as nossas marcas identitárias.

rota_algarve (2).jpg

«Umayyad» ou «Rota Omíada» é como se denomina o percurso turístico que une sete países do Mediterrâneo em torno do antigo legado árabe.

A rota internacional que passa por Itália, Tunísia, Egito, Jordânia, Líbano, Espanha (Andaluzia) e Portugal (Algarve) oferece aos turistas percursos que incluem inúmeros lugares patrimoniais e naturais: mesquitas, palácios, fachadas de edifícios, pormenores arquitetónicos, que ajudarão a explicar quem foram os omíadas, através da pegada patrimonial por eles deixada. Na região algarvia, onde o califado omíada esteve estabelecido de 711 a 1031 d.C., a rota abrange 11 municípios, num total de 36 localidades.

Entre o conjunto de 15 bens inventariados no Algarve estão, por exemplo, os jogos de tabuleiro omíadas, expostos no núcleo de arqueologia do castelo de Alcoutim, o castelo velho desse município e um pano de muralha no castelo de Silves. O projeto arrancou em 2013.

A Rota Omíada é liderada pela fundação «El Legado Andalusí» e financiada pelo programa European Neighborhood and Partnership Instrument (ENPI), no âmbito da Cross-Border Cooperation in the Mediterranean, da União Europeia.

O Califado Omíada foi o segundo dos quatro principais califados islâmicos estabelecidos após a morte de Maomé. Um legado da dinastia árabe muito presente na região do Algarve, região integrada no Califado Omíada de Damasco a partir de 713 d.C., data que marca a chegada ao território de vagas de povoadores islâmicos, essencialmente, originários do Norte de África.