Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Portugal à Lupa

Há 13 anos a calcorrear o País como jornalista, percebi há muito que não valorizamos, como devíamos, o que é nosso. Este é um espaço que valoriza Portugal e o melhor que somos enquanto Povo.

Portugal à Lupa

Há 13 anos a calcorrear o País como jornalista, percebi há muito que não valorizamos, como devíamos, o que é nosso. Este é um espaço que valoriza Portugal e o melhor que somos enquanto Povo.

Museu de Arte Popular vai ter um centro para contar a sua história

O Museu de Arte Popular, em Lisboa, que reabriu na semana passada ao público parte do espaço expositivo com a mostra "Da Fotografia ao Azulejo", vai ter um centro interpretativo para contar a sua história, com mais de 70 anos.

 

Museu_Arte_Popular_-_Lisboa.JPG

 

De acordo com a diretora-geral do Património Cultural, Paula Silva, os primeiros passos desse centro interpretativo vão ser dados em breve, com a abertura de uma sala que conterá uma maquete do museu e um filme sobre a história da sua atividade, iniciada em 1948.

 

Durante uma visita guiada aos jornalistas, Paula Silva e o diretor do Museu de Arte Popular (MAP), Paulo Costa, mostraram o conteúdo da exposição que reabre metade do espaço expositivo, na sequência de obras de conservação, que consiste numa viagem pelo Portugal da primeira metade do século XX, através de azulejos e das fotografias que os inspiraram.

 

A exposição constitui o culminar da pesquisa de Jose Luis Mingote Calderon, conservador da Coleção Europeia do Museu Nacional de Antropologia de Madrid, que, ao longo de diversos anos, desenvolveu pesquisa de terreno em Portugal e fez uma recolha de imagens usadas para a criação dos azulejos sobre monumentos, atividades tradicionais e paisagens simbólicas.

 

Organizada e inicialmente apresentada pelo Museu Nacional de Soares dos Reis, no Porto, a exposição esteve em Espanha, no Museo Etnográfico Provincial de León e, mais recentemente, no Museo Nacional de Antropología.

 

A exposição 'Da Fotografia ao Azulejo' vai ficar patente no MAP até outubro de 2017.