Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Portugal à Lupa

Há 13 anos a calcorrear o País como jornalista, percebi há muito que não valorizamos, como devíamos, o que é nosso. Este é um espaço que valoriza Portugal e o melhor que somos enquanto Povo.

Portugal à Lupa

Há 13 anos a calcorrear o País como jornalista, percebi há muito que não valorizamos, como devíamos, o que é nosso. Este é um espaço que valoriza Portugal e o melhor que somos enquanto Povo.

"Jordânia" para ver em Silves

O Castelo de Silves irá acolher entre 7 de outubro e 31 de dezembro, a exposição de fotografia a preto e branco “Jordânia”, de Pedro Barros e Álvaro Figueiredo. A iniciativa é promovida pela Câmara Municipal de Silves.

 

imgLoader.jpg

 

Pedro Barros nasceu em Lisboa em 1975. Exerce a profissão de Arqueólogo, no Centro Nacional de Arqueologia Náutica e Subaquática para a Direção Geral do Património Cultural (DGPC). Desde 1996, além de ter ilustrado alguns artigos sobre Património Cultural em várias revistas, conta com seis exposições individuais temáticas, onde se destacam: “Foz Côa - o silêncio de um vale” (1996-2002, Portugal e Espanha, organizada pelo Centro de Estudos Arqueológicos), "Ganhões" (2000-2002, Portugal, Espanha e Itália, organizada pela Associação Intercultural Fala Só), "Algarve Doce" (2001-2004, Portugal, organizada pelo Museu do Traje de São Brás de Alportel), "Cortiça" (2007-2012, Portugal, organizada pelo Museu do Traje de São Brás de Alportel), "Síria" (2010-2012, Portugal, organizada pela Câmara Municipal de Loulé) e "Egipto" (2012-2013, Portugal, organizada pela Câmara Municipal de Loulé). De referir ainda que também cooperou enquanto elemento de júri e que foi galardoado com o 1º Prémio no Concurso de Fotografia Digital “Á Descoberta do Litoral de Lagos” em 2009.

 

Álvaro Figueiredo estudou arqueologia em Londres no Institute of Archaeology, University College London, onde se especializou em Arqueologia do Próximo e Médio Oriente Antigo, e língua Árabe na School of Oriental & African Studies, University of London.

 

Participa em vários projectos arqueológicos no Egipto e no Médio Oriente, incluíndo Jordânia onde se destaca o seu trabalho no oásis de Azraq e no sitio romano-bizantino de Qasr Burqu. Em Portugal, colabora como bioarqueólogo para a empresa Era Arqueologia, e é um dos investigadores principais do Lisbon Mummy Project: investigação radiológica das múmias egípcias da coleção do Museu Nacional de Arqueologia (Lisboa), em colaboração com Imagens Médicas Integradas (I.M.I.).

 

Professor convidado de várias instituições de âmbito cultural e científico no Reino Unido, em Portugal e nos E.U.A., e com interesses específicos nas áreas da Egiptologia, Império Romano no Mediterrâneo Oriental e na Península Ibérica, origens e desenvolvimento do Islão, e histórica contemporânea do Mundo Árabe, trabalha e vive entre as cidades de Londres e Lisboa.