Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Portugal à Lupa

Há 13 anos a calcorrear o País como jornalista, percebi há muito que não valorizamos, como devíamos, o que é nosso. Este é um espaço que valoriza Portugal e o melhor que somos enquanto Povo.

Portugal à Lupa

Há 13 anos a calcorrear o País como jornalista, percebi há muito que não valorizamos, como devíamos, o que é nosso. Este é um espaço que valoriza Portugal e o melhor que somos enquanto Povo.

“Gardunha: um belo pedaço do mundo”

Teve lugar este sábado, no dia 8 de abril, na Biblioteca Municipal Eugénio de Andrade, no Fundão, o lançamento do livro “Gardunha – Um belo pedaço do mundo”, de Vítor Martins.

castelo-novo-3-832x468.jpg

 

A obra, editada pela Gradiva, foi apresentada por Pedro Salvado e Diamantino Marques.

 

O autor, na sinopse, revela-nos a beleza da região, de uma forma que, só quem a conhece nas suas profundezas, pode falar: 

 

«Estão as minhas raízes em Castelo Novo e em Alcongosta. A Gardunha é a minha terra.


Este livro não tem mais pretensões do que traduzir as emoções que esta serra em mim produz desde que me conheço.

Foi um impulso. Não é uma monografia, não é um estudo, não é uma pesquisa. Tão-só o meu pulsar perante o privilégio que sinto de ser da Gardunha, a minha montanha mágica. Afinal, não mais do que o testemunho de uma viagem de memória e afectos aos lugares que me enternecem e comovem. [...]

Impossível seria realizar este livro sem o fino olhar da Ana Valente Ribeiro, cuja câmara captou os mais diversos ângulos da Gardunha. Do granito ao xisto. Dos codeços, giestas e pinhais às matas, soutos e carvalhais.

Dos povoados aos recantos sagrados das encostas da serra. Da terra, da pedra, da água, do céu! [...]
No mais, este livro deve-se apenas à Gardunha, que das serras é princesa!».