Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Portugal à Lupa

Há 13 anos a calcorrear o País como jornalista, percebi há muito que não valorizamos, como devíamos, o que é nosso. Este é um espaço que valoriza Portugal e o melhor que somos enquanto Povo.

Portugal à Lupa

Há 13 anos a calcorrear o País como jornalista, percebi há muito que não valorizamos, como devíamos, o que é nosso. Este é um espaço que valoriza Portugal e o melhor que somos enquanto Povo.

Alcobaça: Mostra Internacional de Doces e Licores conventuais

Entre 17 a 20 de novembro irá ter lugar, em Alcobaça, Mostra Internacional de Doces e Licores conventuais.

 

toucinho1.jpg

 

Alcobaça tem, na Doçaria Conventual, um legado rico, herdeiro das tradições gastronómicas dos monges e monjas de Cister, senhores dos antigos Coutos de Alcobaça com mais de oito séculos de ocupação na região.

 

Permanecem até aos dias de hoje as famosas cornucópias, o Pão-de-Ló de Alfeizerão, as trouxas de ovos, a Ginja de Alcobaça, entre muitas outras delícias de tradição conventual.

 

Em pleno Mosteiro de Alcobaça, eleito pela UNESCO património da Humanidade e uma das Sete Maravilhas de Portugal, poderá degustar o melhor receituário conventual de mais de trinta participantes nacionais e internacionais.

 

Este ano a Mostra irá contar com a presença da Ordem de Cister, Ordem de Santa Clara, Ordem de São Bento e, pela primeira vez, a Ordem da Virgem Maria do Monte Carmelo, representada pelo Mosteiro do Carmelo do Porto trará as suas “compotas com chocolate” e as “rosáceas de Bande”.

 

Iguarias em destaque:

 

Cornucópias (Alcobaça), Pão-de-Ló de Alfeizerão (Alcobaça), Pastéis de Santa Clara (Coimbra), Brisas do Liz (Leiria), Licor de Ginja (Alcobaça), Licor de Singeverga (Roriz – Santo Tirso), D. Rodrigo (Portimão), Pão de Rala (Alentejo), Trouxas do Mondego (Tentúgal), Pudim Abade de Priscos (Braga).

 

Uma vez mais, a Mostra irá ter a participação especial da Abadia de Herkenrode, em Hasselt (Bélgica) - fundada em 1182 - e da sua cerveja conventual belga, reconhecida pela Federação Belga de Cervejeiros. Designada por Cerveja da Abadia Belga “Herkenrode Tripel”, recebeu, em 2011, o prémio ouro do International Institute for Quality Selections “Monde Selection”.