Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Portugal à Lupa

Há 13 anos a calcorrear o País como jornalista, percebi há muito que não valorizamos, como devíamos, o que é nosso. Este é um espaço que valoriza Portugal e o melhor que somos enquanto Povo.

Portugal à Lupa

Há 13 anos a calcorrear o País como jornalista, percebi há muito que não valorizamos, como devíamos, o que é nosso. Este é um espaço que valoriza Portugal e o melhor que somos enquanto Povo.

Açores: Termas das Caldeiras da Ribeira Grande reabrem em dezembro

As termas das Caldeiras da Ribeira Grande, nos Açores, fechadas há vários anos, vão reabrir ao público em dezembro pelas mãos da uma empresária da ilha Terceira que venceu o concurso público lançado pelo município.

 

1024px-Termas_da_Ribeira_Grande,_parte_do_conjunto

 

Já no próximo mês será aberto ao público, na sua plenitude, com tratamentos termais muito à base do chamado ‘spa’”, afirmou, em declarações à agência Lusa, o presidente do município, Alexandre Gaudêncio, apontando 8 de dezembro como a data da reabertura do espaço, que coloca de novo o concelho no mapa do turismo termal.

 

As termas da Ribeira Grande, também conhecidos por banhos da Coroa, começaram a ser utilizadas no século XVII para cura de doenças, registando-se uma crescente procura no século seguinte em virtude das propriedades curativas das águas vulcânicas.

 

Após anos de encerramento, o atual executivo municipal avançou com obras de recuperação do imóvel, datado de 1811, antes de lançar um concurso público para concessão da infraestrutura, tendo como preço-base 250 euros mensais, o que ocorreu em fevereiro último.

 

Alexandre Gaudêncio adiantou que a concessionária das termas é uma empresária natural da ilha Terceira, mas residente e com atividade comercial na ilha São Miguel.